sexta-feira, 7 de novembro de 2008

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Aprendendo com os Animais

Num zoológico na California , uma tigresa deu a luz a filhotes triplos, infelizmente, os filhotes nasceram prematuros e morreram logo após o nascimento.

Após se recuperar do parto a tigresa mãe, de repente, comecou a ficar fraca, apesar de estar bem fisicamente. Os veterinários deduziram que a perda dos filhotes a levou a uma depressão. Então, imaginaram que se a tigresa cuidasse dos filhotes de outra tigresa, poderia se recuperar.


Após percorrerem todos os zoológicos do país, verificaram que não existia nenhum filhote de tigre recém nascido para dar à tigresa . Então, os veterinários decidiram tentar algo que nunca tinha sido tentado num zoológico antes. Ofereceram a ela os únicos órfãos que encontraram, filhotes de porco.

A equipe do zoológico enrolou os filhotes de porco em peles de tigre e os colocaram perto da tigresa. Será que os porquinhos se tornariam filhotes de tigre ou 'costeletas' de porco ? Veja você mesmo!

quarta-feira, 2 de julho de 2008

quinta-feira, 17 de abril de 2008

...Falta do que fazer...

VÍDEO: O casal vivia recebendo contas de água enormes. Eles tinham certeza de que as contas não estavam certas, mas não adiantava economizar, as contas continuavam altas.
Eles checaram todos os possíveis locais de vazamentos: primeiro o relógio da água, então os canos externos, os canos internos, subterrâneos, torneiras, banheiros, máquina de lavar roupas, louças, geladeira, etc. Não encontravam nenhum defeito.
Um dia o marido estava doente e ficou em casa na cama, mas começou ouvir estranhos barulhos de água. Ele se levantou da cama e foi investigar, intrigado. Descobriu o que estava acontecendo o dia todo quando não tinha ninguém em casa. Como ninguém iria acreditar no que ele viu, resolveu filmar o "problema" e guardar para a posteridade. Assista ao vídeo!

quinta-feira, 10 de abril de 2008

quinta-feira, 3 de abril de 2008

quinta-feira, 20 de março de 2008

Gatinho de dois dias de vida toma mamadeira em centro de tratamento para animais em Shippenville, nos EUA (18/03/2008).



terça-feira, 18 de março de 2008

quarta-feira, 12 de março de 2008

segunda-feira, 10 de março de 2008

quarta-feira, 5 de março de 2008

Eles brilham no escuro!

Cientistas sul-coreanos criaram gatos clonados que brilham no escuro quando são expostos à luz ultravioleta. Os pesquisadores manipularam um gene que sintetiza uma proteína fluorescente, um procedimento que poderia ajudar no desenvolvimento de tratamentos para doenças genéticas humanas.
A equipe de cientistas liderada por Kong Il-keun, um especialista em clonagem da Gyeongsang National University, produziu três gatos com genes modificados para proteína fluorescente (RFP, na sigla em inglês), afirmou o ministério de Ciência e Tecnologia do país.
Os gatos nasceram entre janeiro e fevereiro deste ano, são da raça Angorá Turca e pesam de 3 quilos a 3,5 quilos.
"É a primeira vez no mundo que gatos com genes para a RFP são clonados", afirmou o ministério, em comunicado.
"A habilidade para produzir gatos clonados com genes manipulados é significativo se [a técnica] puder ser utilizada para o desenvolvimento de tratamentos para doenças genéticas e para reproduzir modelos animais [clonados] que sofram dessas mesmas doenças", informa a nota.
"A tecnologia pode ser aplicada para clonar animais que sofram das mesmas doenças que os humanos", afirmou o cientista Kong à agência France Presse. Segundo ele, os gatos têm cerca de 250 tipos de doenças genéticas que também afetam o homem.
"Também poderia contribuir para tratamentos com células-tronco", completou.

Fonte: Folha Online http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u354186.shtml

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008


Informações Gerais


O gato (Felis sylvestris catus) é um pequeno mamífero carnívoro da família dos felídeos, muito popular como animal de estimação. Geralmente pesam entre 2,5 e 7 kg, entretanto, alguns exemplares, como o Maine Coon podem exceder os 11,3 kg. Outros já chegaram a 23 kg devido à superalimentação.
Em cativeiro, os gatos vivem tipicamente entre 15 e 20 anos, mas o exemplar mais velho já registrado viveu até os 36 anos.
A duração do período de sono varia entre 12 e 16 horas, sendo de 13 a 14 horas a média. Alguns espécimes, contudo, podem chegar a dormir 20 horas num período de 24 horas.
Muitos zoólogos
acreditam que os gatos são os mais sensitivos dos mamíferos. Enquanto seu olfato e audição podem não ser tão aguçados quanto os dos ratos, a visão altamente apurada, audição e olfato sobre-humanos, combinados com o paladar e sensores táteis altamente desenvolvidos, fazem do gato um mestre nos sentidos.
Testes indicam que a visão aguçada dos gatos é largamente superior no período noturno
em comparação aos humanos, mas menos efetiva durante o dia. Os gatos têm, em média, campo visual estimado em 200°, contra 180° dos humanos. No que se refere à audição, os seres humanos e os gatos têm limites similares em baixa freqüência (com pequena vantagem para os humanos), mas os gatos têm muita vantagem na escala de alta freqüência, onde superam até mesmo os cães. Os gatos podem ouvir até duas oitavas acima dos humanos e meia oitava além dos cães. O olfato de um gato doméstico é 14 vezes mais forte que o dos humanos e os bigodes auxiliam na navegação e tato. Podem detectar pequenas variações nas correntes de ar, possibilitando ao gato descobrir obstruções sem nem mesmo vê-las. O posicionamento dos bigodes é bom indicador do humor do felino: apontados para frente indicam curiosidade e tranqüilidade, colados ao rosto indicam que o gato assumiu uma postura defensiva e agressiva. Uma curiosidade sobre o paladar dos gatos é que eles não são capazes de saborear o doce, por falta de receptores desse tipo.
Além das peculiaridades “técnicas”, os gatos têm uma personalidade excêntrica e misteriosa. Quando se decide ter um gato, além de um animalzinho de estimação, você também ganha um companheiro silencioso e divertido. Pense nisso!