quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Feliz Natal!

Um pouco atrasado, mas espero que tenham passado um ótimo Natal!

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Cão salva filhotes de gato em saco deixado em estrada

Dois gatinhos presos dentro de um saco e abandonados em uma estrada foram salvos por um cachorro nos Estados Unidos



Há três meses os gatinhos, batizados de Skipper e Tipper, foram abandonados junto com outros três filhotes dentro de um saco fechado em uma estrada rural, segundo o canal de televisão local WHOTV.


O saco foi atropelado por veículos que passavam e três filhotes morreram. No entanto, dois sobreviveram. Um cachorro que passava pela estrada viu o saco, o pegou cuidadosamente e levou de volta para a casa de sua dona. Ele não parou de ganir até que sua dona abriu o saco. "O instinto do cachorro foi de cuidar e não de matar os gatinhos. Com todo o sangue, alguns cães teriam respondido ao cheiro. Reagan, o cachorro, é um herói", afirmou Linda Blakely, do abrigo de animais Raccoon Valley Animal Sanctuary, que recebeu os gatinhos.


A dona de Reagan podia ouvir os miados fracos dos dois gatinhos sobreviventes mas, quando abriu o saco, viu que Tipper e Skipper estavam em meio a muito sangue e partes dos outros gatinhos que morreram.


Sobreviventes


Os filhotes de gato estavam fracos demais quando foram encontrados e, a cada duas horas, tinham que ser alimentados com a ajuda de uma mamadeira.


A dona de Reagan entregou os dois para o abrigo de animais para que fossem tratados. Linda Blakely não tinha certeza se sobreviveriam devido ao péssimo estado em que chegaram.
Três meses depois, Skipper e Tipper estão recuperados, saudáveis e normais, segundo a WHOTV.


E, depois da divulgação do caso no site do canal de televisão de Iowa, o caso dos dois gatinhos ficou famoso e a história recebeu um grande número de acessos na página da WHOTV. O abrigo de animais diz que tem recebido propostas de adoção de Skipper e Tipper vindas de toda parte do mundo.


"Do Brasil à Inglaterra, da Noruega à Holanda, passando pelo México e em todos os Estados Unidos, é muito bom quando as pessoas agradecem pelo trabalho que você faz", contou Linda Blakely.


O abrigo Raccoon Valley também publicou a história dos gatinhos em sua página no Facebook e mais de 50 pessoas enviaram pedidos para adotá-los. No entanto, até o momento, Blakely ainda não encontrou o dono ideal.


"Não concordamos com adoção (animais de estimação) com base em decisões emocionais. Queremos ter certeza de que as pessoas entendam que é um compromisso para a vida toda e que estes dois vão precisar de cuidados adequados durante 20 anos", disse.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Resgate

Na Índia um aldeão resgata filhotes de gatos de uma enchente e notem a mãe dos gatinhos nadando atrás.


quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Onça é capturada em quintal de casa na zona norte de São Paulo

Ainda não se sabe como animal consegui entrar na residência. Após capturado pelos bombeiros, foi levado para o Horto Florestal

Uma onça suçuarana foi encontrada no quintal de uma residência no bairro de Jaraguá, zona norte de São Paulo. No início desta madrugada de quinta-feira, por volta das 2h, o morador de uma das duas casas, localizadas na Rua Capitão Oliveira Carvalho, ouviu seu cachorro latindo sem parar. O cão estava ajudando a conter o animal em um canto da casa enquanto os bombeiros não chegavam. Às 4h30, a onça já havia sido laçada pelos policiais e colocada em uma gaiola, infomou a Polícia Militar. "O cachorro começou a latir muito e meu filho saiu para ver o que ocorria, quando viu a onça acuada. Na semana passada, outra onça invadiu uma casa aqui no mesmo bairro. A gente acredita que esses bichos estão se deslocando para cá por causa da queimada que atingiu o Pico do Jaraguá recentemente", disse o motorista Wilson Marciano dos Santos, uma das seis pessoas que residem nas duas residências.

Após o resgate, o animal foi encaminhado para o Horto Florestal. Porém, segundo a 1ª Companhia do Policiamento Ambiental, o mais provável é que a onça seja encaminhada para o Parque da Anhanguera, onde será tratada por biólogos e veterinários. Por ser uma espécie em extinção, o felino receberá posteriormente um colar de identificação, com chip, para ser monitorado após a soltura, que deve ocorrer na Serra da Cantareira.

Fonte: iG São Paulo 13/10/2011

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Gata grávida lançada de carro atrai resgate para ninhada

Uma gata resgatada após ser lançada de um carro em movimento surpreendeu um inspetor da sociedade protetora dos animais ao mostrar a ele o caminho ao local onde estavam os quatro filhotes aos quais havia dado à luz pouco antes do crime.

A gata, batizada de Jolie, foi vista no mês passado por um morador da cidade de March, no sul da Grã-Bretanha, que viu ela sendo jogada do carro e a alimentou e a monitorou à distância por duas semanas até conseguir confiná-la em um ambiente fechado para que pudesse ser tratada por um veterinário da Sociedade Real de Proteção aos Animais (RSPCA, na sigla em inglês).

O veterinário notou que a gata estava bastante magra e tinha arranhões no rosto em consequência de ter sido lançada do carro, além de ter pulgas e vermes. Ele percebeu ainda que ela tinha sinais de que havia parido recentemente.

O inspetor da RSPCA Jon Knight a levou então de volta ao local onde ela havia sido encontrada para que ela pudesse cuidar dos filhotes.

'Instinto maternal'


Knight conta que assim que o animal chegou ao local, começou a miar para ele. Jolie somente teria parado de miar quando ele começou a segui-la, até chegar a um celeiro a 300 metros dali, onde estavam os filhotes.

Segundo o inspetor, os filhotes teriam morrido de desidratação se a gata tivesse sido mantida para tratamento no veterinário e não voltasse ao local.

"Não havia a mínima possibilidade de que eu pudesse ter encontrado esses filhotes sem a ajuda da gata. Ela estava a uma longa distância do jardim no qual ela tinha sido encontrada e estava claramente fazendo de tudo para me conduzir até o local onde estavam seus filhotes", disse Knight.

"Em meus 15 anos como inspetor eu nunca tinha visto isso. Fiquei bastante surpreso", afirmou.

Segundo ele, a gata mostrou "um verdadeiro instinto maternal e determinação".

Os filhotes, que ainda tinham os olhos fechados, foram levados com a mãe para um centro de proteção de animais, onde ficarão até crescerem o suficiente para serem adotados.

Fonte: BBC do Brasil - 06/10/11

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

terça-feira, 13 de setembro de 2011

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Cientistas usam gatos fluorescentes em busca de cura para Aids

Genoma dos animais foi modificado com proteína de macacos e águas vivas, para marcar proteção contra versão felina do HIVCientistas criaram gatos fluorescentes modificados geneticamente em uma pesquisa que pode trazer informações importantes para o combate da Aids.

A equipe da Mayo Clinic, nos Estados Unidos, modificou o genoma dos gatos com uma proteína extraída de determinadas espécies de macacos, que impede que estes desenvolvam Aids.

Ao mesmo tempo, eles adicionaram ao genoma dos gatos uma proteína verde fluorescente, criada a partir de águas-vivas, que serve para monitorar a atividade da primeira proteína.

Quando os gatos são expostos à luz ultra-violeta, eles brilham, o que comprova que a proteína que protege os animais do vírus de imunodeficiência felina (FIV, na sigla em inglês, a versão felina do HIV) está sendo produzida. "Uma das melhores coisas desta pesquisa biomédica é que ela visa beneficiar tanto humanos como felinos", diz o líder do estudo, Erci Poeschla. Segundo ele, o experimento pode trazer avanços na busca por vacinas e tratamentos contra o HIV, o vírus que já matou mais de 30 milhões de pessoas ao redor do mundo.

A versão felina do vírus também mata milhões de gatos todos os anos.
Óvulos
A modificação genética acontece com a inserção dos genes nos óvulos ainda não fecundados que vão gerar os gatos. O gene usado para bloquear a infecção por FIV funciona atacando e desarmando a proteção externa do vírus quando ele tenta invadir uma célula.

Os pesquisadores sabem que o mecanismo de defesa funciona bem em laboratório, mas querem determinar como será o funcionamento desta proteção na vida real. Os animais que foram modificados estão bem e já tiveram filhotes, cujas células produzem a proteína protetora, provando que alguns genes inseridos com esta técnica permanecem ativos em gerações sucessivas.


Fonte: BBC Brasil, 12/09/11

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

terça-feira, 9 de agosto de 2011

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Chimpanzé cuida de tigres Tailândia

Macaco foi treinado para alimentar filhotes de felinos no zoológico





Fonte: BBC Brasil

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Filhote de gata sobrevive a ciclo de 1h em máquina de lavar roupas

Princess, de oito semanas, foi levada para a emergência veterinária já à beira da morte, mas conseguiu escapar

Um filhote de gata sobreviveu a um ciclo de uma hora dentro de uma máquina de lavar junto com a roupa suja.
Princess, uma gatinha de oito semanas que vive com a dona, Susan Gordon, na Escócia, foi levada para a emergência veterinária já à beira da morte, mas conseguiu escapar.

"Coloquei a roupas na máquina, pus o sabão, fechei a porta e liguei a máquina. Depois, dei as costas e fui assistir televisão", disse Susan.

Uma hora mais tarde, quando o marido abriu a porta do eletrodoméstico para recolher a roupa limpa, encontrou o animalzinho desorientado e frágil.

"A pobrezinha estava tremendo muito. Peguei uma toalha e a enrolei", disse Susan. "Fiquei com ela perto de mim. Ela estava tremento muito, em estado de choque."

Princess foi levada para o veterinário com hematomas, sangramento no nariz e olhos irritados pelo sabão. Ela ficou sob tratamento durante três dias.

Tratada, aquecida e recuperada, a gatinha está de volta à casa e goza de boa saúde. "Agora eu sempre checo a máquina antes de colocar a roupa", disse a dona.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Gato é resgatado no Rio Tamanduateí, em São Paulo

Soldados do Corpo de Bombeiros de São Paulo foram acionados às 12h56 desta segunda-feira para resgatar um pequeno gato branco que caiu no Rio Tamanduateí, próximo à estação Armênia do Metrô, na zona norte de São Paulo.

O animal não chegou a se afogar e, após o resgate, ganhou a atenção de um componente da corporação. Como o dono do gato não foi encontrado, ele foi encaminhado para o Centro de Zoonose da capital. Fonte: iG, 28/03/2011.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011